O senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) criticou o Partido dos Trabalhadores (PT), durante ato a favor do candidato à Presidência, Fernando Haddad, em Fortaleza, e foi vaiado. Cid declarou voto no petista mas disse que, caso a legenda não faça um “mea culpa” no segundo turno, será “bem feito perder a eleição” para Jair Bolsonaro (PSL).

As reações à fala do senador eleito e ex-governador do Ceará foram diversas. Uma parte dos militantes vaiou Cid Gomes, que respondeu com vigor. “Babaca! Babaca! Isso é o PT, e o PT desse jeito merece perder, pra rimar, só pra rimar. Babaca, vai perder a eleição. É isso aí, é esse sentimento que vai perder a eleição“, respondeu Cid.

Ainda durante a discussão, os militantes começaram a entoar “Olê, olê, olê, olá, Lula, Lula”. Foi quando o senador recém-eleito e ex-governador do estado disse: “Lula tá preso, babaca”. “Isso é o PT. E o PT desse jeito merece perder.

Ao ouvir a reação de um petista, ele emendou: “Pois tu vai perder a eleição! Não admitiu mea culpa, não admitiu os erros que cometeram, isso é para perder a eleição, e é bem feito. É bem feito perder a eleição!“, completou.

O ex-governador cearense foi o primeiro a fazer pronunciamento no evento, e iniciou sua fala dizendo que foi “tomado de surpresa” e colocado “numa situação constrangedora“.

Cid Gomes afirmou que votará no candidato petista, mas não poupou críticas à legenda. “Eu conheco o Haddad, é uma boa pessoa, tenho zero problemas de votar no Haddad, é uma boa pessoa, mas fica algum companheiro do PT que me suceda aqui na fala, se quiser dar um exemplo para o País, tem que fazer um mea culpa, tem que pedir desculpas, tem que ter humildade de reconhecer que fizeram muita besteira“, declarou.

Deixe sua opinião!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS

- - anuncie aqui - -

Anuncie