Um vereador da cidade de Gravatá, no Agreste do Estado, foi denunciado por uma ouvinte durante um programa de Rádio Local, na última segunda-feira (16).

Segundo a ouvinte que não será identificada por segurança, o parlamentar teria ido na comunidade “Ilhas das Cobras” Alto do Cruzeiro, durante as eleições de 2016, e praticado a compra de votos. Ainda segundo a ouvinte, o parlamentar após ter ganho as eleições, virou as costas para a comunidade.

O MPPE – Ministério Público de Pernambuco já está ciente deste caso e de outros casos envolvendo o parlamentar que executa o seu primeiro mandato como vereador. Na última semana, o mesmo parlamentar foi alvo de denúncias envolvendo uma assessora de gabinete.

Segundo a sogra da funcionária, o vereador teria realizado um empréstimo no nome da funcionária, e o mesmo seria descontado no salario da contratada.

Durante uma entrevista de defesa concedida ao parlamentar, a funcionária do mesmo que também estava presente, revelou que nem sabe quanto vai ganhar como Assessora de Gabinete.

O radialista percebendo o despreparo da funcionária, perguntou se ela votava nos projetos da Câmara, e para a surpresa, a mesma afirmou que Vota.

Radialista – Quando é dia de votação na câmara, a senhora vota também?

Funcionária – Voto!

O caso já é um dos mais comentados na cidade e nas cidades vizinhas. Agora, a população gravataense aguarda que o Ministério Público de Pernambuco apure esses descasos.

Deixe sua Opinião