Um grupo de nove governadores, entre eles, Paulo Câmara (PSB), tentou visitar Lula na prisão, na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, município do Paraná, mas o encontro não foi autorizado pelo juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato.

Em um vídeo divulgado na conta do ex-presidente Lula (PT) no Twitter, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), afirma que foi a Curitiba, no Paraná, junto com os demais governadores do Nordeste, para prestar solidariedade ao petista e lutar por justiça.

Após questionamentos dos pernambucanos, sobre custeamento da viagem feita pelo governador a Curitiba, o PSB Nacional divulgou uma nota, onde afirma que o partido custeou a viagem.

Leia a íntegra da nota:

O governador Paulo Câmara, que também é vice-presidente nacional do PSB, viajou, na manhã desta terça-feira (10/04), para Curitiba, para visitar o ex-presidente Lula. Diante da negativa da Justiça em permitir acesso a Lula, na Polícia Federal, o governador comunicou à senadora Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, que lamentava a impossibilidade da visita e transmitiu sua solidariedade ao ex-presidente Lula, conforme tornou público em nota divulgada na semana passada. Paulo esteve com a senadora durante encontro na residência do senador Roberto Requião, com os demais governadores do Nordeste. Os governadores também estiveram na Superintendência da PF em Curitiba, quando foram informados do indeferimento da solicitação da visita. Todas as despesas da viagem do governador Paulo Câmara foram custeadas pelo PSB Nacional.

Deixe sua opinião!