Léo do AR desmascara Ex-presidente do SINDSGRA “Marcelo de Brito”

339895
Marcelo de Brito – Foto – Rafael Souza – (Cortesia)

O Ex-presidente do Sindicato de Servidores Públicos Municipais de Gravatá (SINDSGRA), Marcelo de Brito, desde 2017, vem provocando o Legislativo e o Executivo, com acusações levianas, com o único intuito de atrapalhar o funcionamento da Casa Elias Torres (casa do povo), e o prefeito de Gravatá, Joaquim Neto.

Nas últimas Sessões da Câmara, o ex-presidente Marcelo de Brito que se dizia PRESIDENTE da instituição, provocou e desrespeitou parlamentares com acusações SEM PROVAS, além de descumprir o regimento interno da casa.

Nesta terça-feira (11), Marcelo de Brito, ousou manipular seu expulsamento da câmara, após o presidente da casa, Léo do AR, ter determinado que apenas DOIS VEÍCULOS DE COMUNICAÇÃO, estavam aptos para fazer filmagens da sessão, após solicitação através de oficio na secretaria da Câmara.

Marcelo pegou seu celular e começou a filmar e em tom alto perguntou ao presidente da câmara ‘se ele seria posto para fora da Câmara‘. Mesmo sabendo do impedimento, esperou os Guardas Municipais agirem de forma correta, para depois finalizar a gravação. Após ter finalizado a Gravação, Marcelo de Brito, retornou a casa, como se nada tive-se ocorrido, manipulando assim, sua expulsão“.

LÉO DO AR. FOTO: ARTHUR FERREIRA

Ainda nesta terça-feira, o Presidente da Câmara de Vereadores de Gravatá, Léo do AR (PSDB), fez uso da Tribuna, algo que é extremamente raro, mas quando faz, é para assuntos de extrema importância.

Durante seu prenunciamento, Léo do AR afirmou que Marcelo de Brito, forjou uma ATA para se manter no poder como presidente do SINDSGRA até dezembro de 2018, pois desde 17 de Junho de 2018, ele não é mais presidente da instituição, onde deveria ter convocado novas eleições dois meses antes do termino do mandato, como consta no ARTIGO ’13’ do Estatuto do SINDSGRA, algo que não ocorreu.

Com as alegações do presidente da CÂMARA, ficou claro que o SINDSGRA hoje não tem presidente, e que Marcelo se utilizou da instituição para beneficio próprio, onde por exemplo, se utiliza-se da Sede do SINDSGRA até hoje, para realizações de Festinhas Particulares e Moradia. Informações assim ditas e afirmadas pelo próprio presidente da Câmara, Léo do AR.

Ainda segundo Léo do AR, Marcelo de Brito O ACUSOU DE NÃO PRESTAR CONTAS, mesmo sabendo que na verdade, quem não presta contas do SINDSGRA, desde 2016, a diretoria e aos conselheiros fiscais, é o próprio Marcelo de Brito.

Léo do AR. Foto: Arthur Ferreira

A Diretoria e o Conselho Fiscal do SINDSGRA, notificou o ex-presidente MARCELO DE BRITO, através de uma NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL, onde afirmam que o mandato do mesmo EXPIROU e que ele não realizou novas eleições, contrariando o estatuto do SINDSGRA, além de não prestar contas nos anos de 2016, 2017 e 2018, como também a previsão orçamentária.

Marcelo de Brito tinha 48h para tomar as providências a respeito de todos os descasos apontados nesta notificação extrajudicial, mais não o fez.

Revoltado com as informações divulgadas pelo presidente da Câmara, Marcelo de Brito disse que não era verdade do presidente e que queria se defender, mas ao sair da Câmara, discutiu em praça pública com o tesoureiro do SINDSGRA, um dos assinantes da notificação extrajudicial.

Confira abaixo o pronunciamento oficial do Presidente da Câmara, Léo do AR (PSDB), sobre o caso.

Deixe sua opinião!

Anuncie