Paulo Câmara PSB é vaiado em Gravatá durante rápida passagem pela Feira Livre

71956
Reprodução/Facebook

O Governador de Pernambuco e candidato a reeleição, Paulo Câmara (PSB), esteve em Gravatá na manhã deste sábado (29), onde acompanhado de algumas figuras da gestão do ex-prefeito afastado de Gravatá, (Bruno Martiniano), e de alguns candidatos, seguranças e militância, caminharam pela Feira Livre da cidade.

Para surpresa de Paulo, feirantes e funcionários de estabelecimentos comerciais, deflagraram várias vaias, e seu braço direito, o ex-prefeito de Gravatá (Ozano Brito), foi chamado de TRAIDOR. O governador e seus seguidores rapidamente deixaram o local.

A frustração foi tão grande que dois vereadores de oposição de Gravatá, presentes na caminhada, queriam partir pra cima de alguns militantes do seu rival ao governo, Armando Monteiro (PTB).

O Senador que ajudou a puxar o tapete de Marília Arraes (PT), (Humberto Costa “PT”), também estava presente, acompanhado de outras figurinhas políticas, como Fernando Resende e Jarbas Vasconcelos (MDB).

NÃO É A PRIMEIRA VEZ:

Como já mostramos em outras matérias, a rejeição de Paulo Câmara não é só em Gravatá. O governador depois que assumiu o lugar do saudoso Eduardo Campos, não cumpriu o compromisso firmados em campanha com os prefeitos de várias cidades, e em Gravatá, aconteceu com o ex-prefeito afastado, e com o atual prefeito.

Em Caruaru, o Hospital Regional ameaça fechar as portas, pois segundo as informações repassadas, não há repasse do Governo para o Hospital. A saúde está um caos. Em Gravatá, a Educação foi perseguida pelo governo, e assim como em Caruaru, Gravatá não recebe assistência do (governo) na SAÚDE.

Entre 9 e 10 cidades que o Governador vai, nas 10 ele é vaiado. Isso mostra a real rejeição e que as PESQUISAS ELEITORAIS, não são 100% verídicas.

Deixe sua opinião!