O controlador da Câmara de Vereadores de Gravatá, Josivan Xavier, fez uso da tribuna da Câmara nesta terça-feira (12), para falar de assuntos referentes a gestão da casa e esclarecer alguns assuntos envolvendo seu nome.

Josivan iniciou falando do Presidente da Câmara Léo do AR (PSDB). “Como presidente, ele tem sido muito imparcial, imparcial até demais. Alguns fatos que estão acontecendo aqui nesse plenário, precisa ser demostrado o poder que este legislativo tem, a pessoa que ele tem a frente desse poder, não para menosprezar qualquer outro vereador, mais na prerrogativa de presidente, disciplinar os trabalhos nessa casa legislativa“. afirmou.

Josivan ainda continuou. “Isso é o que ta fugindo um pouco da ossada, mais os demais vereadores, a gente como assessoria, vai tentar expor isso aqui, em demostrar o que é necessário. Que a partir de agora seja tomadas as providências para resguardar não só o mandato da mesa, mais os direitos reservados a todos os 15 vereadores”.

Josivan também falou da transparência da Casa Elias Torres, e relembrou que todo o acervo da Câmara está sendo digitalizado. “Temos um portal da transparência que são poucos os municípios que tem, são poucas as câmaras que tem“. “Uma ação que é louvável do presidente, onde está sendo digitalizado todo o acervo desse poder legislativo, para que geração futuras, tenha acesso“.

Josivan ainda afirmou que todas as solicitações do vereador Léo Giestosa estão sendo atendidas pela casa, mais que mesmo assim, o vereador sempre indaga que vai a justiça. “Vossa excelência ta sempre que tem a oportunidade, dizendo que vai a justiça, é um direito de vossa excelência, acho que vossa excelência pode ir sem sobra de dúvidas, não vai ter ressentimentos seja do presidente, seja da mesa, seja dos servidores, problema nenhum, a justiça está pra todos e estamos aqui pra cumprir“, afirmou.

Ainda na tribuna, Josivan falou do projeto que será votado pelos vereadores sobre a ‘Ouvidoria da Câmara‘ que já está em fase de testes.

Segundo Josivan Xavier, o vereador Léo Giestosa (PR) em suas explicações pessoais, lhe tratou como ‘garoto de recado‘.

Vossa excelência tratou Josivan como garoto de recado” afirmou Josivan.
Confira no Áudio:

Como é que o presidente é tratado como bom até 1 ano e 5 meses, ai quando é uma prerrogativa do presidente ter cortado as benéficas de vossa excelência, ai vossa excelência acha que agora é ruim?”, perguntou Josivan Xavier para Léo Giestosa se referindo a ASSESSORES PARLAMENTARES.