Racha no PSB de Gravatá: Quem será o Opositor escolhido pela Oposição?

7221
Arte. Política PE

Es que, há uma grande dúvida quando se fala em oposição na cidade de Gravatá, no Agreste do Estado de Pernambuco. É que vários nomes estão propício a encabeçar uma composição e disputar as eleições de 2020 de olho na prefeitura.

A grande maioria dos nomes jogados no jogo são do PSB. Daniel Alves da cidade de Chã Grande, Darita, Policial Rodoviário, João Paulo, Empresário no ramo de Supermercados e Marcelo Motos, ambos socialistas que estão no racha pela vaga.

O ciumes já toma conta, e tem pessoas insatisfeitas no PSB de Paulo, pois nas eleições de 2018, Câmara teria prometido ao então recém filiado, Júnior Darita, antes PTB, que ele seria o nome escolhido da oposição nas futuras eleições de 2020, e com isso, gerou um mal estar com o empresário João Paulo, que semanas antes, teria deixado o PDT de Wolney Queiroz, para embarcar no PSB de Waldemar.

Desde as eleições de 2018, rumores de que o empresário João Paulo estaria sendo escanteado pelo partido, surgiram, e seguem até nos momentos atuais, onde segundo informações, ele poderá trocar de partido a qualquer momento.

Por outro lado, o atual prefeito de Gravatá, Joaquim Neto do (PSDB), segue se fortalecendo, um dos principais opositores, o vereador Léo Giestosa (PR), confirmou seu apoio ao prefeito, onde recentemente, assumiu uma pasta na gestão. Em seu lugar na Câmara, o suplente e agora vereador, Gilmario de Uruçu (PR), assume seu lugar até 2020.

Nos bastidores do poder, há rumores de novas adesões nos próximos dias ao atual governo de Joaquim. Adesões importantes que poderão abalar a oposição que já não anda bem das pernas.

O mistério vem do nome de Daniel Alves, ex-prefeito de Chã Grande, que saiu em 2015 da sua antiga sigla, o (PP) de Eduardo da Fonte, para navegar no PSB. Após a migração de partido, ele veio a perder as eleições de 2016 para o atual prefeito, Diogo Alexandre (PR). Após a derrota para Diogo, Daniel começou a receber criticas da própria base de oposição, por não dar mais atenção aos opositores, e do nada, deixou Chã Grande e foi para Gravatá, onde revelou sua pretensão.

Diante das expectativas que vemos no atual cenário politico local, se as eleições fossem hoje, o atual prefeito de Gravatá, Joaquim Neto, venceria as eleições. Não á uma estimativa de votos, pois ainda não há eleição, mas diante do desgaste da oposição e das adesões do prefeito, fica claro o rumo que será tomado.

Enquanto as eleições não chegam, o RACHA continua, outros nomes poderão surgir, mas sem muitas surpresas.

Deixe sua opinião!

Assine agora mesmo nosso grupo no WhatsApp e seja o primeiro e saber de tudo!

ASSINAR GRUPO VIP GRÁTIS

- - anuncie aqui - -

Anuncie