Vereador Pedro Martiniano Denuncia Contratações irregulares na Gestão de Bruno Martiniano

151
O Vereador Pedro Martiniano, em entrevista na Rádio Gravatá FM, nesta terça feira, acusou o vereador Léo do Ar de ser oposição durante o dia e situação a noite.
Para comprovar a sua denúncia entregou ao apresentador do programa uma portaria da prefeitura de nº 338, que nomeava uma pessoa por nome de Maria Lima Guedes, para o cargo de assessor do gabinete do prefeito, símbolo CC3, e que segundo o presidente da câmara, essa pessoa era apenas uma testa de ferro do vereador Léo do Ar, pois era ele quem recebia o dinheiro destinado ao pagamento do salário da funcionária.
Ainda segundo o vereador Pedro Martiniano, essa pessoa não trabalhava, não dava expediente e por isso foi demitida causando revolta no vereador que passou a combater ferozmente a administração.
Amanhã (quarta-feira) o vereador Léo do Ar foi convocado para esclarecer a situação e explicar se são verdadeiras as denúncias do presidente da câmara municipal de Gravatá.
Ora, o que não podemos deixar de analisar são as acusações do presidente que denunciam não somente o gesto incorreto do vereador, mas também denuncia a existência de contratações políticas com dinheiro público, empregando pessoas que não trabalham (funcionários fantasma) e que não são demitidas por conta de acordos políticos esdrúxulos e escusos.
Como a prefeitura deixou essa funcionária receber indevidamente de maio a dezembro de 2014, conforme foi mostrado na entrevista. Se isso aconteceu ela teria que ser obrigada a devolver o dinheiro recebido indevidamente e essa situação prova também o porquê da folha de pagamento ter chegado a estratosfera de mais de 70%.
A pergunta que fica é?
Quantas pessoas estão contratadas pela prefeitura de Gravatá sem trabalhar? Quem indicou essas pessoas? Quais os vereadores da situação ou da oposição que também nomearam parentes, amigos e Parentes para poderem votar os projetos da prefeitura e apoiar o prefeito criando um “mensalão municipal” onde o vereador  recebe de forma indireta, através dos salários dos seus nomeados.
A denúncia do presidente da casa mostra mais um escândalo na gestão de seu irmão prefeito Bruno Martiniano, que precisa ser denunciada à justiça para as investigações cabíveis.
Com Informações do Blog Tomaz de Aquino

Deixe sua opinião!